domingo, 1 de maio de 2011

Separando Mágoas.

Desamparado num mundo de cotoveladas. A doença secreta berrou. Os gritos ecoaram. As barragens corroeram. O espírito entristeceu. Os restos estragados. Um fantasma atormentado. Perverso estado de espírito. Estigmas em minha pele, mas não são boas, nunca são. Vou me divorciar dessa depressão, e vai ser hoje.  

6 comentários:

geaneaguiar disse...

Muito intenso o que escreveu. Me lembrou meus textos antigos.

Aguardo a sua visita =)
Beijos, e boa tarde!

Falaê Mulher disse...

Faça isso.
Se divorcie dela. Ela não presta.

Parabéns pelo blog!
bjo!

Bella
http://falaemulher.blogspot.com/

Anônimo disse...

trágico.
Meu blog de humor com podcasts -> http://mateuscaniceiro.blogspot.com/
Blog de história (estilo OSDA,Harry Potter,Nárnia) -> http://imaginaroimaginario.blogspot.com/

Nicholas disse...

adorei o texto! fez eu pensar em umas coisas que nem eram boas de serem lembradas hehehe mas faz parte.

http://issotudoporumlivro.blogspot.com

bip disse...

Preciso me divorciar dela também...
Gostei do texto. Parabéns! - e espero que tenha conseguido.

Insanonauta disse...

Gostei
muito bom o blog

http://insonauta.blogspot.com/