domingo, 30 de janeiro de 2011

O Tempo de Novembro.

Através da nevoa, através dos meus olhos, vejo que sou cega. A alma não tem conhecimento do coração, não tem visão. Por meus ouvidos o vento sopra ensurdecedor os sons da minha mente.
O sol zomba de mim com sua luz. Ilumina as coisas que eu não posso suportar a ver. Tento esconder, mas a claridade demonstra meu sofrimento.
Mas a chuva cai empática, afogando meu clamor. O frio gelado me paraliza, portanto não posso pensar nas memórias de um coração tão perturbado assim. Consolar-me com as lágrimas do céu.
E se a chuva não pode acabar com meu sofrimento. Ela vai chorar comigo até o dia de amanhã.

52 comentários:

http://ecologiaemeioambiente.blogspot.com/ disse...

Parabéns pelas postagens, cada dia que passa estas escrevendo melhor e bonito. Visite meu blog, e comente também:

http://ecologiaemeioambiente.blogspot.com/2011/01/imagem-httpsosriosdobrasil.html

Ao visitar o meu blog não deixe de clicar no Banner: Doe aqui para as vítimas das enchentes, você não vai pagar nada por clicar no anuncio e vai ter a oportunidade de conhecer o trabalho do grupo Arautos do Evangelho. Depois de conhecer, se você quiser doar o grupo te passará a informação de como proceder.

Um abração.

Luiza VanWyngarden disse...

Não sei se tenho palavras além de: UAU, mas como uau não chega nem perto de ser um comentário digno para o que acabei de ler, vou tentar dizer algo mais.
Adorei tudo, da escolha de palavras, da forma como você conseguiu transmitir a angústia, a redenção... meus grandes parabéns.

Vou seguir o seu blog e acompanhar a cada nova postagem.

http://iamsohipster.blogspot.com/

Thiago Albuquerque disse...

Muito bom as coisas que você escreve, não apenas o desse post mas também do a baixo dele, li ambos, e gostei bastante. Por que você não tenta ou se especializa para escrever um livro ou algo do gênero?
Parabéns também pelo grande número de acessos em tão pouco tempo, meus parabéns.
Caso queira me visite, fique a vontade.

Victória Andressa disse...

A aflição das palavras me angustiou, e é assim que se vê o talento de um poeta, quando ele faz o leitor sentir através de seu texto. A imagem e o post estão em perfeita sintonia.

Não sei se tem muuito a ver, mas esse post me lembrou uma musica que eu constumava ouvir:
"Away from the sun - Three doors down"

Sucesso!

De:http://nexosereflexos.blogspot.com/
Se quiser dá um pulinho lá!

AliinePiruna disse...

Nossa meus paraben voce escreve muito bem!
esse é um dom que eu naao passo perto de ter


http://tudo-que-maisquero.blogspot.com

veja o look da Gisele Bundchen para o SPFW!

Italo Hess disse...

muito bem gostei do texto é dificil achar pessoas que consigam conciliar sensações ao que sentimos sobre periodo de tempo mais ainda sim continue gostei muito
Abraços

Muller disse...

otimo post, tipo, HUm seu blog é massa o/
se quiser trocar banner entre em contato

http://www.tabernadoviking2.blogspot.com/

BLOGUEIRO EXECUTIVO disse...

Nossa muito bom essa sua postagem, passando ótima informação e mais completo conteúdo...

Monique disse...

O modo como colocastes as palavras ajudaram a fugir do clichê que um texto "emocional" pode trazer. Se destacou dos demais, sem delongas. Bonitinho. :3

seuvicio disse...

Vc pode por um colírio, usar um cotonete, essas coisas...

Caroline Hubner disse...

Blog mto bom!escreve mto bem

MeninoDePredio disse...

Belo texto , magnifico..

Ale. disse...

Que lindo, eu adorei. Tão lindo seu texto que eu até fiquei sem palavras.

http://secretreserved.blogspot.com/

Rsouza disse...

escreves muito bem

Parabéns!

http://renanfrazao.blogspot.com/

Cinema e música vivos disse...

é a música do guns n' roses?
Linda letra.

Gabriel Castelar disse...

Pude sentir o sentimento, isso é o mais importante. Beijos

Douglas disse...

Ótimo texto...Escreve Muito bem.....Muito Bom.. Parabéns

http://musica-dodia.blogspot.com/

Lenivaldo Silva disse...

Jenifer, li seu texto e achei muito voadinho. Tive que recomeçar duas vezes pra minha lçeirura fazer sentido. Mas o final é uma das coisas mais bonitas que eu já ouvi.E se a chuva não pode acabar com meu sofrimento. Ela vai chorar comigo até o dia de amanhã.
Tiro meu chapel pra você.
o/
Um abraço e boa semana.

Carol disse...

Sem palavras.

Adriana Rocha disse...

Super intenso. Da realmente pra sentir o que você quer expressar. Parabéns. :)

Bruna Duarte disse...

Seguinto. Adorei o blog. ;)
Olhe o meu:
www.dosreisbruna.blogspot.com

#netinho, disse...

adorei a postagem.
Muito lindo seu blog viu parabens, sucesso.
Seguindo!






http://netinhonetos.blogspot.com/

Anderson Alexandre disse...

O tempo de Novembro Parte II

Perdendo o controle. Ainda chove forte no meu rosto. Meus pensamentos sordidos me confundem e me fazem cair em poças fundas e, lentamente me misturo com a lama.

E se não houver mais segundas chances? E se eu não conseguir nadar quando não tiver onde caminhar?

E ainda chove...

Agora tudo é um oceano.
Minha mente parece ser levada por uma onda esagadora. Nada é sólido o bastante para me salvar. Meos olhos estão fracos e meus pés flutuam.

Eu não tenho medo de morrer. Respirar é o que esta me matando.

Autor: Anderson Alexandre.

Anderson Alexandre disse...

O poema que fiz aqui eu postei agora no meu Microblog.
http://anders0nline.tumblr.com/
P
a
z
.

Smoker Sam disse...

explendito
cada vez mais interessantre fica seu blog
continue asssim

Mayra Ribeiro disse...

Intensidade é o que não falta nas palavras. Gostei muito do modo como trata de tal emoção. Parabéns!

Visite o Palavraemsintonia. Bj

Talita xavier disse...

Parabéns pelas postagens,

Wesley disse...

Ja estou te seguindo viu Jeniffer linda demais

www.paulstepola.blogspot.com

carol disse...

sEU BLOG É TÃO INVERNO. aMEI O TEXTO.
A IMAGEM TA ÓTIMA.
BJS
http://oicarolina.wordpress.com/

Planeta Humor disse...

nossA mt bonito parabens mt bom



http://planetahuumor.blogspot.com/

Leandro Danúbio disse...

Que lindo, foi muito bem você esconder o que se passava no começo, para que no fim mostrar o "BOM" da história que era a chuva, que parece acalentar, mas só faz companhia...

J.R. disse...

Muito bom o texto!!! Você consegue unir palarvras na construção de algo muito sentimental!! Parabéns pelo blog. Abraço.

Jean Leal disse...

Sei lá, adorei este texto e este blog.
Continue assim, quero visitar mais vezes! rs

Seguindo!

Abraço

- relatos da vida.

RehSantos disse...

Gostei,demonstrou bem ao meu ponto de vista,o quis dizer...
Sofrimento é foda mesmo..

Sem muito a comentar..desculpe'

Abraços

SE puder retribuir,
http://redesenhei.blogspot.com

Fernando disse...

São os prazeres e dissabores da vida humana.

Procurar e estar sempre na luz é a solução.

http://seuanonimo.blogspot.com

Ravi Barros disse...

Muito bem contextualizado, as palavras e o tempo em si!
adorei!

Filipe Santos disse...

parabens pelo post, realmente muito bom, e o blog tbm esta de mais!


http://cafenamadrugada.wordpress.com/2011/02/01/christian-o-leao/

Mayara Vieira disse...

Mais uma vez e mais um texto espetacular, você arrasa na escrita. Parabéns

#Beijos e Sucesso

Tεrεzα gαmα disse...

Oi
Obrigada. Visitei seu blog e ví q vc tambem é uma amante de belas poesias e reflexões. Gostei e estou te seguindo.
Abraço.

Capítulos...Arte x Tempo disse...

Muito forte.
Ótimo blog... te sigo!!!
abç

Alessandra Sousa disse...

Otimo texto refleta bem as tristezas que vc sente... adorei ... Te espero no Change Feelings

Érika Viana disse...

é extremamente difícil escrever algo após ler seu texto!
é sensacional!é um Dom...eu sinceramente não consigo traduzir o que sinto com as palavras...preferiria desenhar...

lindo!

parabéns!

Karla Hack dos Santos disse...

A chuva pode levar e pode ser companheira - dependendo do sentimento...
Mas, nunca passa impune!

;D

Talita xavier disse...

Amanha termina o sorteio do meu blog
se nao participo ainda corre que ainda teempo
Passa lá amr


http://thaa03.blogspot.com/2011/01/1-sorteio-do-blog.html



bjoos


http://thaa03.blogspot.com/

Joyce m. disse...

não tenho palavras!

PALÁCIO DAS LETRAS disse...

Olá Jeniffer,obrigado por ver meu blog. Gostei das suas descrições de si mesma. Você é escorpiana,como eu e tem o comportamento muito parecido comigo.Também não gosto de multidões e prefiro ler um livro à sair à noite,entre outras coisas.
Que bom que você gostou de ver o "sai de baixo" que postei. Provavelmente ,por vocÊ ser muito jóvem, não via esta série nos anos 90 e começo de 2000/2001. Há muitos programas destes no You tube. Aproveite e siga em frente com seu blog.
Felicidades.
Antonio,de Goiânia,GO.-Brasil.

Renata G.F. Scarpino disse...

Eu curti aqui!! E curti sua descrição...curti sua pessoa!!!!
=)

Renata G.F. Scarpino disse...

vou te seguir, ok? bjo!

Thales Rafael disse...

Gosto muito desse tom melancólico. Também "vejo" essa cegueira de que sofremos. Pergunto-me muitas vezes se ela é incurável ou aprendizado. Parte de um processo que nos leva ao alto de algum lugar desconhecido de onde podemos mirar o mundo e tentar entendê-lo. Ótimo texto.

Por que você faz poema? disse...

Tenho chorado sem parar
mesmo nesse verão da Bahia.

giu batista disse...

belo post.
Forte como sempre.

;)

Kelly Kristina Vieira disse...

Blog perfeito *-*
cada texto, cada palavra, tudo tão profundo, sempre acabo me indentificando com eles. Parabéns ! Escreve muito bem (: